Google solar e a teoria do Exterminador do Futuro

Quando eu digo que os filmes de ficção são na verdade possiveis analises do nosso futuro de forma muito introspectiva, pensam que sou doido das ideias.

Olha o caso do [[wiki|Google|Google]], que querendo ou não, já domina boa parte da internet e boa parte dos serviços espalhados em todo o globo (alguns até de cunho militar!). Agora li a reportagem da @VivoVerde falando sobre a ideia de sustentabilidade do Google por causa dos altos investimentos em energia solar.

Certo que eu fico com orgulho de ver uma empresa investindo não só no nome dela, mas em nome de toda a humanidade, afim de melhorar nosso modo de viver. Mas ao lembrar que é algo praticamente auto suficiente, e que energia solar é algo que vai aumentar ainda mais o fato de “Ops, não podemos desligar esse imenso sistema de implementação de IA porque até a energia dele é auto suficiente” me atucana a cabeça. Sério!

Isso me remete as classicas comparações entre Google e Skynet, do filme Exterminador do Futuro. E podemos até colocar componentes de Matrix no meio. Imagine vocês se um sistema desses começa a realmente ser totalmente autonomo. Diversas pessoas e empresas entregam ao Google seus emails, documentos, perfis, ideias, pensamentos, e muito mais!

Modo de localizar pessoas (Google Latitude?), modo de visualizar as pessoas (Google Earth?) e modo de controlar (Gmail, Docs, Agenda, Orkut, etc).

Dou, claro, meus parabéns ao google por sua iniciativa (como sempre), mas meu jeito Xenofóbico tb fala aqui!

E você? O que pensa?

A repostagem que gerou este post: Vivo Verde » Google solar.

0 thoughts on “Google solar e a teoria do Exterminador do Futuro”

  1. Opa… olha aeh o vivo verde gerando discussão hehe adooooro =] só n sei se a palavra discussão está certo, mas tudo bem hahaha

    Olha, que viagem, mas concordo com vc, a google no fim, merece parabéns pela iniciativa, e iniciativas devem sempre ser lembradas e no mais evidenciadas … bjus e obrigada pelo link rs

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *